Sexta-feira, 14 de Setembro de 2007

Dia 228

Não fumo há 228 dias.

 

Mudei de atitude em relação ao último post.

 

Sentia que tinha traído a “contagem” porque tinha fumado dois ou três cigarros em outros tantos jantares. Não sabia se devia começar de novo, sabendo que aqueles 165 dias da contagem não eram reais. Mas foram. E não é por ter fumado alguns cigarros que tal tenha mudado. Continuo sem fumar como fumava há 9 meses atrás. Não é esse o objectivo principal?

 

Fumei naquele dia. Mas não fumei mais desde então. Passaram outros 63 dias sem tocar num único cigarro. Continuo a percorrer o caminho que decidi tomar no dia 29 de Janeiro. Por isso, hoje 228º dia desde que fumei o último cigarro.

 

Agora, gostava de referir duas coisas:

 

  • Finalmente a nova Lei Anti-tabaco foi legislada. Começará a ser aplicada em Janeiro próximo. Estou para ver se um dos meus superiores vai continuar a entrar no meu gabinete de cigarro na boca. Coloquei um sinal de “Proibido Fumar” na porta, mas não ganhei nada com isso. Ele continuou a fazer o mesmo. Até parece que acende um cigarro de cada vez que decide vir ao meu gabinete. Qualquer dia engole-o! (Estou a brincar, mas às vezes dá uma vontade…).

 

  • O meu pai, fumador de 2 maços “Gigante” por dia, durante mais de uma década, deixou de fumar no início dos anos noventa, ou seja, quando eu ainda tinha cerca de 12 anos, altura em que eu ainda não fumava. Quando eu comecei a fumar na sua presença, tinha dezanove anos, ele sempre me tentou dissuadir das mais variadas formas. Uma delas foi com “promessas”, ou seja, dizia-me que se sentia maravilhosamente desde que tinha deixado de fumar, acordava melhor, respirava melhor, trabalhava melhor, etc. Resumindo, vivia bem melhor do que vivera durante o tempo em que, praticamente, “comia” cigarros. Mas devo dizer que, mesmo tendo em conta que o processo será diferente de pessoa para pessoa, não me sinto nada melhor! Aliás, fiquei pior! Apareceram-me problemas no estômago, no esófago, no intestinos, que tenho quase a certeza estarem relacionados com o facto de ter deixado de fumar. Engordei. Peso 100 quilos e não consigo emagrecer. Continuo a cansar-me com facilidade. Continuo a ter um hálito desagradável. Etc. Etc. Etc. Espero que isto mude no futuro. A ver vamos.  
publicado por ZB às 17:22
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Catarina Morazzo a 1 de Novembro de 2007 às 11:11
Bom dia,
Sou jornalista do programa "As Tardes de Júlia", apresentado por Júlia PInheiro, TVI. Estou a preparar uma temática para a próxima terça feira dia, 6 de Novembro, sobre pessoas que deixaram de fumar, convidando uma figura pública para dar o seu testemunho também. Após encontrar o seu blog e a contagem minuciosa que tem feito aos dias que já deixou de fumar, gostaria de saber se estaria interessado em colaborar connosco no programa. Contaríamos com a sua disponibilidade entre as 13h e as 15h apenas e responsabilizamo-nos por todas as despesas de deslocação, alimentação, bem como justificação para entidade patronal.
O seu testemunho seria muito valioso para todos aqueles que nos assistem diariamente.
Obrigada pela sua atenção. Junto deixou o meu e-mail para devida resposta, caso seja do seu interesse.
Catarina Morazzo
catarinamorazzo@gmail.com
De artur correia a 12 de Novembro de 2007 às 16:53
pena só ter visto esta mensagem agora.
Bom, fica esta informaçao:
http://no-smokezone.planetaclix.pt

Posso ver um replay do programa?

Art
De ZB a 13 de Novembro de 2007 às 22:03
Não fui ao programa e acabei por não ver. Não sei se no site da TVI será possivel rever.

Comentar post

Pesquisar neste blog

 

Janeiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

Posts Recentes:

Dia 365

Dia 288

Dia 228

Dia 165

Dia 100

Dia 43

Dia 36

Dia 32

Dia 23

Dia 14

Dia 11

Dia 8

Dia 7

Dia 4

Arquivos:

Janeiro 2008

Novembro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

subscrever feeds

blogs SAPO
Estou no Blog.com.pt